Em AGE, servidores votam por assembleias mensais

Print Friendly, PDF & Email

Nesta sexta-feira (29/06), o Sindijudiciário realizou uma Assembleia Geral Extraordinária na Assembleia Legislativa, em Vitória. O objetivo era colocar em votação as propostas feitas nas Assembleias Regionais, realizadas durante o mês de junho.

Na presença de toda a diretoria do Sindijudiciário, a presidente Adda Lobato, abriu a AGE inteirando os servidores sobre o andamento dos processos de promoção. “Temos que comemorar as pequenas vitórias. A promoção de 2015 é uma importante conquista, assim como serão 2016, 2017 e 2018. Outra vitória que devemos comemorar é a retomada do pagamento dos plantões”, destacou.

Outro ponto destacado pela presidente, Adda Lobato, foi o teletrabalho ou home office. O Sindijudiciário tem até o dia 04 de julho de 2018 para apresentar propostas sobre a regulamentação.

“Contamos com a colaboração de todos. Vocês podem enviar sugestões para o sindicato. Temos que buscar saídas. Devemos lutar pela implantação do processo eletrônico em todo o Estado, pois a maioria das comarcas está com déficit de servidor, trazendo consequências para a saúde do trabalhador”, afirmou a presidente, Adda Lobato, convocando a categoria a contribuir com propostas e sugestões.

Para a diretora de Política Sindical, Climeni Araújo, a regulamentação sobre o teletrabalho representa a precarização do serviço público em nível nacional, e não poderia ser diferente no Espírito Santo. “O processo eletrônico ainda não foi totalmente implantado no Estado, aí veio essa resolução. Esperávamos por algo que beneficiasse o servidor, e não que trouxesse apenas 100% de vantagem para a Administração. A resolução não prevê ajuda custo e nem o pagamento de horas extras, por exemplo”.

O servidor que ainda não teve acesso à resolução poderá fazer a leitura da mesma aqui, e assim enviar suas sugestões por e-mail ao Sindicato: presidencia@sindjud.com.br até a próxima terça-feira (03/07/2018).

O diretor Administrativo, Elson Junior, afirmou que o teletrabalho já foi implantado em Sergipe e que trouxe consequências para o trabalhador. “Houve o aumento de doenças laborais, pois os servidores acabam trabalhando mais do que se estivesse na Comarca”.

Propostas das regionais foram apresentadas

Nas Assembleias Regionais e também nas visitas às comarcas realizadas no mesmo período, a diretoria do Sindijudiciário pode ouvir propostas dos servidores e também conferir mais de perto a realidade do poder judiciário no interior do Estado. Ao todo, foram 15 comarcas visitadas.

Dentre as propostas apresentadas nas assembleias, ficaram definidas novas estratégias para a campanha salarial, entre elas a realização de uma AGE mensal em frente ao TJES.

Assessor Financeiro apresenta projeções

Ainda durante o AGE, o assessor Financeiro do Sindijudiciário, Cid Cordeiro, apresentou números e projeções e tirou dúvidas dos servidores presentes quanto à possibilidade real de pagamento pelo TJES do reajuste de 5%.

“É possível o pagamento sim. E precisamos mostrar que a categoria não está de braços cruzados aguardando uma resposta. Precisamos permanecer unidos nesta luta que é de todos. Com estudos e esforços estamos buscando o melhor para a categoria e, principalmente, o que é de nosso direto”, concluiu a presidente, Adda Lobato.