Print Friendly, PDF & Email

NOTA DE REPÚDIO

 

O SINDIJUDICIÁRIO/ES acompanha com grande preocupação as práticas antissindicais praticadas pelo Tribunal de Justiça de Sergipe contra o Dirigente Sindical do SINJUS/SE, Plínio Pugliese.

Em menos de um mês, o Coordenador do SINJUS/SE foi transferido três vezes, em claro ato de perseguição ao Dirigente Sindical e via de consequência à Entidade Sindical e a categoria as quais representa.

O SINDIJUDICIÁRIO/ES condena qualquer ação patronal que vise impedir o livre exercício da ação sindical dos trabalhadores.

A ação promovida pelo TJSE nos remete a tempos da ditadura, quando o dirigente sindical deveria ficar calado, sob pena de ser preso, perseguido ou demitido da empresa.

Querem calar e perseguir aqueles que lutam pelos direitos dos trabalhadores públicos e privados, pois essa afronta não é só direcionada ao Dirigente Sindical do SINJUS/SE, mas a todas as entidades e trabalhadores do Judiciário Nacional.

O SINDIJUDICIÁRIO/ES repudia veementemente essa estratégia patronal e não se calará diante dessa agressão, ao contrário, unindo forças com outras entidades, buscará todas as esferas para denunciar essa prática condenável, que coloca em risco a legitimidade do movimento sindical brasileiro.