AGE de Vitória foi realizada na manhã desta sexta-feira (24)

Print Friendly, PDF & Email

Após duas semanas de intensas atividades por parte de representantes do Sindijudiciário em inúmeros municípios do estado, aconteceu na manhã desta sexta-feira (24), a Assembleia Regional de Vitória, no auditório do edifício Victoria Office Tower, na Enseada do Suá.

A assembleia foi conduzida pela presidente do sindicato, Adda Lobato, e contou também com a colaboração dos diretores Pedro Batista, Giovana Roriz, Valquiria Lopes, Elson Júnior, Climeni Araújo e a assessora jurídica Dra. Mônica Perim.

Algumas informações acerca das AGE’s realizadas nas últimas duas semanas foram trazidas para os participantes. Bem como as principais reivindicações da categoria, dentre elas a Revisão Geral Anual, a Indenização de Transporte dos Oficiais de Justiça, 5%, Contabilidade das Perdas e Elaboração Campanha de Conscientização.

O ponto mais debatido na AGE foi sobre a informação que circulou na tarde de quarta-feira (22) nos grupos de whatsapp, alertando a categoria sobre a alteração no PCS, sem qualquer discussão e que teria sido votado no Pleno se não tivesse sido decretado o ponto facultativo.

Diante desses rumores o sindicato se posicionou e preparou um documento que foi entregue ao Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo (TJES), Desembargador Sérgio Luiz Teixeira Gama, falando da surpresa causada por essas informações e solicitando uma reunião em caráter de urgência para uma melhor discussão do assunto, bem como encaminhou a cada um dos Desembargadores, um ofício de igual teor.

O documento também enfatizou que este tipo de prática não condiz com a gestão de pessoas e solicitava que qualquer tipo de votação fosse suspensa até que a cópia do projeto fosse encaminhada ao sindicato e pedia uma reunião com urgência. Para ter acesso ao documento protocolado clique nos links a seguir.PRESIDENTE Desembargador

Antes do término da assembleia, foi aberta a fala aos servidores presentes e os mesmos puderam se manifestar e pontuar suas reivindicações.

 

Por todos os nossos direitos.
A Diretoria